_____________________________________
Também leia meus posts como 'Toon Link' no Blog Clímax.

Indicados ao
Oscar 2012 - Comentários
O 3D é mesmo o
futuro do cinema?
Resenha: Toy Story 3
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Cinema-Crítica: Kick-Ass - e um olhar para filme e quadrinho

um espetáculo muito mais consciente que o material original -


Kick-Ass, filme de Mathew Vaugh (de Stardust), foi filmado em circunstâncias estranhas. Primeiro porque é uma adaptação de um quadrinho que seu primeiro volume até o momento nem tinha sido terminado ainda (a HQ honônima escrita por Mark Millar), outra é que nenhum estúdio queria comprar a idéia, e não é muito difícil descobrir porquê: um filme de heróis que com certeza receberia a classificação Rated (proibido para menores de 17 anos nos EUA) devido a violência e subversão, que tem uma garotinha de 11 anos matando geral entre outras afrontas à moral e aos bons costumes e etc. isso era difícil de vender, ou talvez não, mas estava longe de ser a saída fácil que os produtores procuram hoje em dia (pegue algo que garanta retorno, pode ser adaptação de qualquer coisa, até de um brinquedo da Disneylândia ou um jogo de videogame, adicione explosões e lance em 3D! pronto, muito fácil ter um "sucesso").

Já falei sobre os problemas que a produção do filme teve aqui, mas vou resumir: devido a eles o filme foi filmado com apenas 32 milhões de orçamento, dinheiro que saiu do bolso do diretor com sua produtora Marv e de Nicolas Cage (que é fã de quadrinhos), e depois de ter animado o público num trecho exibido na Comic Con foi comprado para distribuição pela Lionsgate e assim viu a luz do dia nos cinemas.


Kick-Ass me agradou como não podia esperar, até porque não acho o quadrinho essa coisa toda que pintavam, principalmente por causa de seu desfecho. O filme subverteu muito do que eu esperava e teve uma boa razão de existir, ele é bem diferente da HQ embora saia do exato mesmo ponto de partida.




O filme conta a história de Dave Lizewsky, estudante do ensino médio que influenciado pelas revistas em quadrinhos se questiona sobre o porque de não existirem super heróis no mundo real, mesmo que sem poderes, assim acabando saindo por aí pra combater o crime com um uniforme de mergulho e 2 bastões e com a alcunha Kick-Ass, as coisas não dão certo e Dave se dá mal na empreitada, mas as coisas se complicam mais quando ele acaba ficando famoso por causa de um vídeo na internet atraindo a atenção da máfia local.


Como se pode perceber já pelo título, Kick-Ass é muito diferente de um filme comum sobre super-heróis, prepare-se para ver algo MUITO violento e se chocar com várias outras coisas, de certa forma é um filme irônico com o próprio cinema e o gênero.

Como quem assiste aos trailers pode perceber, não há só um super herói neste filme, temos 4 personagens fantasiados principais nele, Kick-Ass, Big Daddy (o que usa uma espécia de roupa de Bátima), Hit-Girl, uma garotinha de 11 anos, e Red Mist, o McLovin do Suberbad com roupa vermelha, não vou falar muito da origem desses personagens pra não estragar surpresas, mas pode-se dizer que eles são protagonistas do filme ao lado do Curta-rabos.




Kick-Ass empolga por ter muita originalidade no ponta-pé inicial, coisa que herdou muito bem do quadrinho, é realmente recompensador uma história de herói começar daquela forma, com aquele personagem que não tinha nenhum grande estopim para se iniciar no vigilantismo, até mesmo quando já tinha "superado" os grandes desastres na sua vida, e é isso que é legal no filme, Kick-Ass de certa forma transmite aquele sentimento de desesperança no mundo que assola muitos jovens, e com toda a honra pega e esse tema e joga mesmo que seja pra servir a um idiota fantasiado largando o bastão na fuça da marginalidade.

O grande ponto do filme é isso, ele deu muito mais peso a essa motivação do protagonista, que na HQ já era sensacional, mas que no filme ganhou muito mais devido ao trabalho dos roteiristas, aliás, o roteiro do filme é muito inteligente por causa dos detalhes, quem já assistiu e se lembra da cena do "Mist-car" deve lembrar do porquê da música nela.


O roteiro do filme retirou ou minimizou todas as incongruências do quadrinho onde só vemos os personagens de Hit Girl e Big Daddy a partir do finalzinho da edição 3 (dum total de 8) em diante, no filme nós já sabemos que estes personagens estão por lá desde o início, isso já deixa o publico mais atento sobre qualé a do filme e evita o banho de água fria que o quadrinho joga quando no inicio somos induzidos a pensar que aquilo é uma história hiper realista e aí do nada aparece uma mini-Wolverine matando geraul.

Exemplos disso são vários: foi tirado o peso da sub-trama de Dave se passar por homosexual, o filme se concentrou melhor no personagem de Big Daddy e na descoberta de sua identidade por parte da máfia e etc.. quase tudo no filme é MUITO mais verossímil do que na HQ, faz muito mais sentido, principalmente o desencadeamento de fatos que leva a máfia atrás de Kick-Ass e a origem de Big Daddy, que na HQ é ridícula, e no contexto do filme se fosse igual seria ridículo elevado ao ridículo, e o melhor nisso tudo: o porque dele se vestir como 'Bátima', que é genial.


O engraçado é isso, minha opnião sobre o quadrinho é de que ele começava lindamente e depois descambava para o banal, o filme fez justamente diferente, pegou todo o peso dramático de 2 edições e meia da revista e colocou isso no filme concentrado na parte inicial e em outras "mini-partes" no desenrolar, isso tornou o filme menos episódico e potencializou as cenas de ação e as reviravoltas do meio do filme, justamente a parte onde ele pega mais liberdade e enriquece a trama dos personagens.




O filme também apresenta cenas de ação SENSACIONAIS, com ótimo timming e estilo, a edição do filme também é eficiente e nos mantém empolgados ou tensos como precisa sem deixar as coisas cansativas.


O elenco é muito bom, Aaron Jhonston faz bem o papel de Kick-Ass, o McLovin, digo, Christopher Mintz-Plasse também, Nicolas Cage também faz bem seu papel e não atrapalha como achei que aconteceria, mas a maior atuação do filme é da pequena Chloe Moretz como Hit-Girl, simplismnete absurda, nem é preciso dizer que essa é uma atriz mirim que tem muito futuro.


Vale citar que além do próprio enredo em si o filme faz homenagens muito bem contextualizadas a várias coisas, desde super-heróis (aqui não só falando de quadrinhos, mas programas de Tv e cinema, nada mais do que justo), gêneros cinematográficos ou mesmo games (nunca irão usar uma tomada simulando 1° pessoa de forma tão legal). Tudo, repito, de forma bem utilizada e não-gratuita ou só pra fazer pose (o que dependendo do filme nem seria problema também, estou falando em âmbito geral).




O que poderia citar como aspectos negativos seria a forma como algumas coisas acontecem rápido demais, talvez esse seja o único ponto onde o quadrinho se sai melhor que o filme que é mostrar o sofrimento de Kick-Ass depois de seu primeiro acidente, claro que no filme ele foi de fato minimizado (no quadrinho Kick-Ass fica muito mais ferrado do que quem só assistiu o filme pode imaginar), mas ficou meio esquisito como Dave resolveu voltar a Kick-Ass tão facilmente.

Outro problema diria que foi o fim do filme que aconteceu bem rápido, mas não chega a ser um problema de fato, até pela linda (os insensíveis diriam que é banal talvez) narração em OFF, que diz muito sobre o filme naquele momento.


Os momentos a partir da metade final de filme e quadrinho tomam rumos bem diferentes, um é bem otimista ao contrário do outro, mas isso faz todo o sentido por causa das mudanças de rumo entre um e outro. No fim Kick-Ass mesmo não sendo o tal filme de herói hiper-realista que talvez alguem espeasse que fosse, pelo menos é um filme que sabe de seus objetivos e chega lá sem se perder no caminho, coisa que o quadrinho que se pretendeu a isso não conseguiu, só assim mesmo pro filme entregar um Deus EX Machina daqueles no fim heheehe.




O que só era uma boa HQ virou um dos filmes que melhor tiraram beleza cinematográfica da violência e do "convincentementa absurdo", e mesmo assim sendo um fime "sentimental" quando precisa.

Como eu já li o quadrinho antes de assistir parte do impacto das motivações de Dave para ser Kick-Ass não eram novidade, mas mesmo assim achei o filme duca, pra quem não leu a revista o filme fica muito melhor e mais impactante, e talvez nem faça falta ler o quadrinho depois desse espetáculo. É como se o Mark Millar não soubesse o que fazer com o que ele começou bem, e Mathew Vaugh inspirado nisso fez do jeito certo.


Kick-Ass acertou em cheio. todos devem dar uma chance a este filme, e não duvido que seja um sério candidato a cult daqui a algum tempo.



ps: este filme sim por causa da Hit-Girl recebeu com honra o selo Pedobear de aprovação!



ps2: mais um filme, na fila com Watchmen, pra perguntarem na fila do cinema "má porque esse filme é 18 anos? não é de herói?", ainda mais esse que nas peças de divulgação é bem menos sério.

ps3: amanhã tem a resenha de Toy Story 3. volte aí.



escala 'massa veio': 9
escala "quero esquecer os problemas da sociedade": 2
escala cool: 8
escala "faz uma sequência de ação realmente empolgante Hollywood!": 10
escala filme pra toda família: 0

Nota: 8






4 comentários:

Dr Johnny Strangelove disse...

OITCHU MANOLOO??

Bem Jonathan, mesmo não tendo lido o quadrinho, o filme por si só funciona que é uma beleza. Precisamos mais de filmes assim que realmente não tem medo de chutar a bunda da mediocridade.

Tudo está perfeito nesse filme, menos a musica do Mika que desentoa tudo.

Abraços amigo!

Jonathan Rodrigues (Conta do Orkut) disse...

pow, eu nem percebi quando que toca essa música, mesmo já tendo escutado antes, deve ter sido nos créditos então.

Derek Klein™ disse...

Obrigado por ter vistado meu blog. Gostei do seu também.

até mais.

sapao318 disse...

A cena final do jet-pack em conunto com a musiquinha emotiva me fazem chorar como um ursinho carinhoso! MAS O FILME É DEVERAS DIVERTIDO!

Hit-Girl GANHOU O FILME! até o Nicolas Cage ficou bom na papel de vigilante! deveras recomendável!

abração Galera!

Postagem mais recente

veja mais coisas legais em Postagem mais antiga


Related Posts with Thumbnails
 
diHITT - Notícias / BlogBlogs.Com.Br