_____________________________________
Também leia meus posts como 'Toon Link' no Blog Clímax.

Indicados ao
Oscar 2012 - Comentários
O 3D é mesmo o
futuro do cinema?
Resenha: Toy Story 3
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

domingo, 10 de janeiro de 2010

O moleque da histeria pelo XBox 360 e algo sobre caixas(!) de videogames

e uma bela sensação de No Country for Old Men


Todos devem se lembrar de um dos mais famosos vídeos da história da popularização da Internet, o Nintendo-sixtyyyyyyyy-foooooooooooooooooou Kid, o garoto que teve uma reação emocionada ao ganhar o "avançadíssimo" Nintendo 64, yeah!

Agora ficou ligeiramente famoso na net um vídeo de outro garoto, dessa vez nos dias de hoje e sua, também escandalosa, reação ao ganhar um Xbox 360.

Esse novo vídeo não é só interessante por comparar épocas tão diferentes, ver que a gente está ficando velho, e etc.. mas também para uma contatação que pelo menos pra mim é assustadora.


veja o vídeo:



O que penso: quando o moleque do Nintendo sixty-four abriu a caixa de seu videogame, ele pegou um brinquedo(sim, um brinquedo) onde ele enfiaria um cartucho e começaria a se divertir com ele, e ele pegou esse brinquedo numa caixa multicolorida cheio de personagens carismáticos em volta dela o convidando a se divertir "com eles".

O que pra mim é assustador é como o mercado de games é hoje em dia, tá a gente sabe que boa parte dos consumidores de games somos nós(na verdade estou falando por pessoas de 10 anos a mais do que eu), a geração que cresceu jogando NES e que até hoje não abandonou o hábito de se divertir com jogos eletrônicos, é normal que o "público adulto" tenha mais voz na industria e tal, mas não deixa de ser estranho o choque entre os dois vídeos nesse ponto.


O lance é que o primeiro moleque quando pegou o seu VG só tinha em mente uma coisa, jogar! jogar e jogar!

O novo moleque pega um VG com uma caixa toda sofisticada, que nas especificações da caixa do VG mostra bilhares de milhares de coisas que o VG pode fazer, além de se jogar com ele e etc... pensando em conexão com Deus e o mundo, alta definição pra ver no mais alto grau de realismo cada pelo do braço do monstro que ele vai decepar, conexões à internet e bla bla bli bla bla bla.

O que acontece é que videogames não são mais videogames, são canivetes de 1001 utilidades! e nem todas elas em prol da jogatina, aí eu vejo que estou ficando velho e não entendendo mais como as crianças são hoje em dia e se realmente elas podem se sentir como a gente a 20 anos atrás, se videogames são coisas tão especiais quanto antes quando apenas jogar era a nossa prioridade.


Sim, as caixas, simplismente as caixas, me fizeram ficar com esse mimimi todo que você perdeu tempo lendo.


Alguns podem dizer: "ah, mas você é nintendista e claro que ficou putinho porque o novo video é de um console da Microsoft e bla bla bla", podeRIA até ser, mas repare que meus argumentos são convicentes, além do mais o Wii é o videogame mais vendido de hoje em dia(liderança que a Nintendo não consegue nos consoles de mesa desde o Super Nintendo) então a coisa é meio complicada pra sua parte hehe, a questão está acima de preferência por fabricantes.


Sim, tudo é fruto dos rumos do consumismo e do avanço da tecnologia hoje em dia e tal, não estou criticando todo o poder que os consoles em si utilizam(embora não me importe com uma boa porcentagem deles), só estou pensando não por mim, mas pelas "pobres" crianças e pensando no que me fazia(quando um garoto de 10 anos) gostar tanto dos VGs e procurando isso nas coisas de hoje.


É uma contatação de que o mercado de games mudou e que as coisas não são como antes e eu nao deixo de ficar triste por isso, sim, eu sou um velho tradicionalista.


3 comentários:

Macaíba, o Caipira disse...

Então, cara, concordo com grande parte do que você disse...
Há um choque de gerações, no que diz respeito ao que diverte cada geração e tal.

Vez ou outra eu ouvia meus pais dizendo como eles se divertiam com coisas mais simples na época deles, reclamando que eu ficava horas e horas na frente do meu SNES.

Hoje, acho MUITO estranho uma criança de 10 anos fazendo uma porrada de coisas naqueles jogos super realistas de PS3, XBox 360 e afins... pensando 'nossa, eu me divertia com coisas mais simples, e (pra mim) era mais legal'.

Até hoje mesmo, prefiro MUITO mais os Final Fantasy até os de SNES, não curto muito os 3D; prefiro International Superstar Soccer a qualquer Winning Eleven; prefiro Rock'n'Roll Racing aos Needs da vida...

Enfim, caguei regras mas é isso ae... tô ficando velho e ranzinza uhehuaha

[Pulga] Anderson Ferreira disse...

Realmente, os videogames de hoje servem para tudo, deixaram de ser videogames (e o garoto que goz...ok, mas é um exemplo haha).

Recentemente, zerei os megamans de nintendinho - do 1 ao 4 -, finalizei o primeiro zelda... São nem super nintendos, são jogos em 8-bits!

Jogos de corrida? Depende, é F-ZERO? É Mario Kart?

Claro que existem jogos novos ótimos como Halo 3 mas...

É tão fucking epic você salvar a Peach em 2-D cara. Eu choro de emoção...

E quanto ao garoto do X-BOX, é um babaca por fazer escandalo por causa de UM x-box... Mas o do n64 não aeuhauehaehuh

Megaman e Sonic são exemplos de jogo que ficaram f*didos após terem jogos em 3-D.

É isso Jonathan, espero futuramente uma colu... Enfim, vou jogar CONTRA :

http://nintendo8.com/game/60/contra/

Jonathan Rodrigues disse...

tem o lance do Nintendo 64, assim como o Playstation ter sido consoles que "dividiram as águas", era o passo do 2D pro 3D e pra jogos maiores e tal

ainda acho que por issoso o "escândalo" do moleque do 64 mais compreensível

Postagem mais recente

veja mais coisas legais em Postagem mais antiga


Related Posts with Thumbnails
 
diHITT - Notícias / BlogBlogs.Com.Br